mercredi 19 janvier 2011

-10°C, -20°C, -30°C...

São Pedro resolveu dar uma sacaneada essa semana, vamos ver se eu aprendo a parar de reclamar que a temperatura não fica positiva por aqui. A essas alturas, descobrimos que mesmo quando estamos com -10 °C pode chegar uma frente fria. No caso, um pouco mais que fria, pois as temperaturas baixaram de -20°C e a sensação térmica chegou aos -30°C. Até a cachorrada sentiu e olha que elas demonstravam indiferença ao termômetro até então.
E como não dá para ficar em casa esperando o inverno passar, resolvemos aderir aos esportes de inverno. Compramos nossos patins e temos ido às pistas de patinação públicas que tem no bairro. Eu ainda não consigo fazer as manobras que fazia na infância, mas tenho esperanças de lembrar apesar da idade estar avançando... já que aqui o pessoal patina muito bem e não importa a idade. É lindo ver os casais de velhinhos patinando. Jacson ainda está no momento de adaptação com os patins, mas logo estará fazendo suas manobras também. Mas antes vai precisar levar uns pacotes, e é muito justo, todo mundo que patina passa por isso.
Nós no Parque Mont Royal
Junto com o carro chegou um grande problema: a interpretação das placas de permissão para estacionar. Se alguém entender e tiver a bondade de esclarecer antes que agente leve uma multa, eu agradeço. E como moramos numa região central, também pagamos a licença para poder estacionar na região: CAN $60,00. O selinho no vidro traseiro indica que estamos quites esse ano.
Onde estacionar???
E como início de ano é época das contas... já pagamos o imposto da cachorrada. É isso mesmo, aqui para ter cachorro é preciso pagar a licença anual! E toda vez que elas saem na rua precisam estar com a medalhinha. Os documentos necessários são um comprovante de residência e o certificado da vacina atual. Interessante é que Montreal tem uma lei que não permite ter mais de dois cachorros ou quatro gatos por habitação. No site da prefeitura tem mais informações: http://ville.montreal.qc.ca/portal/page?_pageid=4296,5588389&_dad=portal&_schema=PORTAL
Todo ano muda o formato da medalha!


Descobrimos mais um serviço que funciona bem por aqui: “Règlement municipal sur le bruit”. Ou seja, lei do silêncio deve ser respeitada. Ficamos agüentando os vizinhos com música alta e cachorro uivando por 6 meses. Ora, quem agüentava baile funk do morro a noite inteira, esse barulho era fichinha. Mas nossa tendência é se adequar rapidinho a nova situação e uma bela noite às 3AM nós ligamos pro 911 reclamar do barulho. A polícia chegou em 5 minutos e resolveu nosso problema. Os vizinhos ficaram pianinho por uns dias. Até que uma noite às 11PM me irritei e liguei de novo. Dessa vez fiquei escutando o policial dar mijada no vizinho atrás da porta (não resisti!) e pelo que entendi, os coleguinhas levaram uma multa. Depois disso viraram gentlemen, mas acho que deve ter sobrado elogios para minha mãe...
Agora me resta ficar na expectativa da temperatura no meu aniversário, menos quantos serão? Affff.... Meu consolo é que esse ano com certeza NÃO vai chover no dia. Ah, e continuem mandando sugestões de assuntos, isso ajuda bastante! E muito obrigada pelo carinho e força ao pessoal que manda mensagens...

samedi 1 janvier 2011

Ano Novo! Carro Novo!

Lembranças da minha semaninha brasileira em dezembro:
Nossa, já dá uma super saudades...

O prêmio da estadia em Montréal com direito a acompanhante ainda está aberto, estou aguardando o anônimo (a) vencedor (a) se pronunciar! E curiosa, pois achou mais erros que eu!!!
Com essa dificuldade de locomoção com essa neve toda, decidimos comprar um carro... Ebaaa!! Não achei que foi muito complicado, apenas demora mais para fazer a avaliação de crédito, pois como estamos há pouco tempo aqui, não aparece no histórico do sistema da concessionária. Leva um dia a mais, mas dá tudo certo no final. Na verdade, carro novo, dívida nova... pelo menos em 5 anos sem juros. E para quem ainda está no Brasil querendo vir para cá, antes de vir é legal pedir para a seguradora no Brasil fazer uma carta com histórico dos antecedentes. Na hora de fazer o seguro aqui, isso vai ajudar a abaixar o valor em algumas seguradoras.
Afff, que beleza ter que tirar a neve todos os dias! Todo mundo participa...

O inverno aqui continua frio, mas agora já estamos mais habituados. Já entrou na rotina impermeabilizar tudo e sair como um boneco fofinho. A falta de sol é que está mais difícil de levar, a sonolência no horário que escurece é grande, por volta das 16hs. Mas depois que comecei a tomar vitamina D melhorou bastante. E agora que passou o solstício de inverno, cada dia já é um pouquinho maior que o anterior...

Pela respiração dá para ter noção do frio

Estamos gostando do nosso trabalho por aqui. Tudo muito claro, direto e objetivo. Não tem a menor pressão de como/o que/quando estamos fazendo. Recebemos a tarefa com o prazo e aí, na hora do resultado, é o momento que sentimos a pressão. Traduzindo, é uma liberdade muito legal para trabalhar, mas tem que saber usar. E eu ainda estou lidando com o Business Plan/Plan d’Affaires, estou evoluindo aos pouco e estou fazendo em francês, depois preciso fazer a tradução para o inglês. Tem um organismo que tem nos ajudado com a integração no ambiente profissional e  nesse documento. Também ajuda quem realiza trabalhos de autônomos e/ou abre empresas por aqui: http://www.cdeccdnndg.org/.

Achei bem legal que aqui existem vários organismos que distribuem cestas de Natal. Cada família tem direito a escolher em um local. Agente escolheu no Centre de Femmes de Montréal, pois já estamos acostumados com os serviços deles: http://www.centredesfemmesdemtl.org/. Eu fiquei passada quando fui buscar a cesta, até roupa chique tinha na cesta. Detalhe, era uma loja que eu sempre passava na frente e achava cara...


Nosso Natal e a cesta 
Para terminar, gostaria de desejar um excelente 2011 para todos nós!! Gostei dessa frase, espero que gostem também:
"Para sonhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre." (Carlos Drummond de Andrade)
Une erreur est survenue dans ce gadget